101. A pele do labirinto II

Se qualquer ariadne
quiser ser como mãe
para algum teseu,
dando-lhe um novelo de ouro,
deve, ao mesmo tempo,
adotar um minotauro
e domesticá-lo
que todo minotauro
é mais dócil
que qualquer teseu.

Se se deixa embriagar
por algum dionísio
é porque crê que pode
domesticá-lo com esse mesmo fio
que sempre o permite regressar
sem se lembrar que
o semelhante, já havia rompido,
o cordão umbilical
dos deuses,
tendo se tornado,
entre todos os mortais,
apenas mais um deus.

7 comentários:

Felipe Lobo dos Santos 17 de abril de 2009 23:56  

Coloquei mesmo entre esse e fio

Felipe Lobo dos Santos 18 de abril de 2009 00:15  

Troquei Se se impressiona por Se se deixa embreagar por causa da referência romana, Baco, o deus do vinho.

Felipe Lobo dos Santos 18 de abril de 2009 00:29  

Revisão: após dias com erro ortográfico, embreagado, modifiquei para a forma usual, embriagado. Creio que é em função da origem latina ebrius, que creio ter origem em hybris (grego para ir além da medida humana - a origem da tragédia).

Preta Guerra 18 de abril de 2009 21:02  

Você, embevecido pelos mitos...

Felipe Lobo dos Santos 19 de abril de 2009 05:15  

Tenho sido muito hermético... Isso é uma defesa. Quero ser cotidiano e intenso, por enquanto, isso não 'transborda do corpo'.

Felipe Lobo dos Santos 19 de abril de 2009 21:47  

Como vocês devem saber, Ariadne (aqui no minúsculo representando qualquer mulher) apaixonou-se por Teseu, mas este apenas a 'seduziu' (a medida em que ela permite ser seduzida) para vencer o Minotauro e poder sair do labirinto, ou seja, deste exercício do poder de sedução. Teseu representa o ideal banalizado de beleza e o Minotauro, a descoberta.

Felipe Lobo dos Santos 19 de abril de 2009 21:49  

Ariadne, que segue iludida com o ideal de beleza, se casa com Dionísio, mas este é apenas um consolo para o seu vazio.

Postar um comentário

A Lógica é a genética da preguiça de criar, e a criação precisa de intensidade sendo o exercício do impossível imediato, mas, às vezes, porque não sermos um pouco indolentes?

Não 'creio' na Lógica por causa dos Ateus. Os mais consistentes propagadores das leis de Deus.

Mesmo não sendo parnasiano...

“Fuja da abundância estéril desses autores, e não se sobrecarregue com um pormenor inútil. Tudo que dizemos a mais é insípido e degradável; o espírito saciado repele instantaneamente o excesso. Quem não sabe moderar-se jamais soube escrever.”

Nicolas Boileau-Despréaux
Creative Commons License

A Pro
posta...

...deste blog é difundir o ideal da poesia compartilhada e não apropriada por aqueles que, pretensamente, se consideram autor@s. Assim, todo o conteúdo publicado neste, pode ser utilizado e modificado por qualquer um(a) que se sentir encorajad@. A única coisa não permitida é intitular-se autor. Por isso estou recorrendo à Creative Commons (veja em) para garantir este direito a tod@s!

O Conteúdo...

...deste blog serão os poemas produzidos na Residência Universitária 5 e alguns, poucos, outros reciclados durante este tempo. Esta coleção (provavelmente são algumas em gestação) não tem nome.

Modifiquem! Publiquem!

Seguidores