136. Solar do Unhão II

De tanto comparecer às histórias de marinhagem, aparecendo em tantos preâmbulos. Se, ao desviar sua atenção, tiver os olhos voltados para cima pela súbita gravidade, encontrar mares, oceanos e alguns pássaros boiando que não possa alcançar, é por tanto querer ter a fala como as ondas que navegam. Se algum mar, ao olhar para cima , não se encontrar além da mesma face que se fez ao esticar o fio do horizonte, é por não crer que um dia, sendo possível que a baía vire sertão, que em outro, as antigas águas deste novo deserto, estejam beijando outras faces. Então, de tantas marés repetidas, de tanto namorar a lua, que os oceanos mudem definitivamente seu endereço para este satélite. O que seria então o chão destes mares? Seria a possibilidade de catar todas as estrelas que queira e fazer os pássaros, os mares e mesmo os oceanos terem inveja, que por serem legítimas navegantes, também tem direito de cruzarem os corpos dos marinheiros.

0 comentários:

Postar um comentário

A Lógica é a genética da preguiça de criar, e a criação precisa de intensidade sendo o exercício do impossível imediato, mas, às vezes, porque não sermos um pouco indolentes?

Não 'creio' na Lógica por causa dos Ateus. Os mais consistentes propagadores das leis de Deus.

Mesmo não sendo parnasiano...

“Fuja da abundância estéril desses autores, e não se sobrecarregue com um pormenor inútil. Tudo que dizemos a mais é insípido e degradável; o espírito saciado repele instantaneamente o excesso. Quem não sabe moderar-se jamais soube escrever.”

Nicolas Boileau-Despréaux
Creative Commons License

A Pro
posta...

...deste blog é difundir o ideal da poesia compartilhada e não apropriada por aqueles que, pretensamente, se consideram autor@s. Assim, todo o conteúdo publicado neste, pode ser utilizado e modificado por qualquer um(a) que se sentir encorajad@. A única coisa não permitida é intitular-se autor. Por isso estou recorrendo à Creative Commons (veja em) para garantir este direito a tod@s!

O Conteúdo...

...deste blog serão os poemas produzidos na Residência Universitária 5 e alguns, poucos, outros reciclados durante este tempo. Esta coleção (provavelmente são algumas em gestação) não tem nome.

Modifiquem! Publiquem!

Seguidores